As raposinhas: pequenas, mas destruidoras.

Já ouvimos expressões do tipo: “Não sei o que houve, da noite para o dia virou a cabeça”. Será mesmo? Será que um dia o ser humano acorda e pensa não quero mais isso, ou aquilo? A resposta é não. Ninguém toma uma decisão sem motivo. Coisas do dia a dia, detalhes que passam batidos e que não são valorizados quando acontecem podem sim provocar uma ruptura no relacionamento. Na maioria das vezes, um dos cônjuges é tão egoísta que não percebe os indicadores do outro. Talvez por ficar preso ao seu próprio umbigo não consegue perceber os sintomas apresentados pelo parceiro. Tal alienação e egoísmo pode levar o casamento à ruína.

Outro grande erro é o casal pensar que o sentimento que os uniu é vitalício, eterno, que não precisa ser cultivado. Uma vez me amando sempre me amará? Não, na prática não funciona assim. O amor quer dizer cuidado lembra? É plantação. É cultivo. É poda. É colheita. Quando se pensa que o amor já foi conquistado por um período de tempo chamado “para sempre”, as pessoas caem em desgraça. O amor uma vez conquistado, precisa ser cultivado, senão pode morrer. É justamente esse comodismo que abre as portas para as raposinhas invadirem a vinha.

Podemos simbolicamente dizer que a vinha é o amor, e como já dito acima uma vez plantado, precisará passar por todo processo de cultivo. Entre esse processo, está o cumprimento dos deveres de esposo e esposa. As raposinhas entram quando um dos cônjuges não faz sua parte. Quando uma esposa negligencia com um dos tópicos que serão apresentados nos próximos posts, é bem possível que sua vinha seja estragada. Grande é esse mistério, detalhes que às vezes parecem insignificantes podem ser desastrosos para uma vinha.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s