Dar o dízimo ou devolvê-lo?

Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida (MALAQUIAS, 3: 10).

Podemos dar algo que não nos pertence? Acaso quando alguém coloca aos nossos cuidados algo seu e nos solicita de volta, nós damos ou devolvemos? Parece simples né, mas quando se trata de dízimos, as pessoas tendem a confundir. Dízimo significa a décima parte de algo, paga voluntariamente. Ele é apresentado na Bíblia como propriedade de Deus “Também todas as dízimas da terra, tanto dos cereais do campo como dos frutos das árvores, são do Senhor: Santas ao Senhor” (LEVÍTICO, 27:30). Assim sendo, não se pode usar a expressão “dar dízimo” e sim “devolver o dízimo”. O dízimo foi estabelecido antes mesmo do sacerdócio levítico, foi praticado por Abraão (o maior dos patriarcas). Após a saída do povo de Israel do Egito, é que o dízimo foi regulamentado. Ele era oferecido ao levita, uma vez que vivia exclusivamente para a obra de Deus, razão pela qual o Senhor lhe garantia o direito aos dízimos (LEVÍTICO, 27: 30-34). No Novo Testamento, o dízimo é validado, a fim de servir para o sustento daqueles que se dedicam à obra do Senhor (I Coríntios, 9: 6-14). Ele deve ser entregue na casa de Deus, e jamais pode ser usado para fins de caridade, ou seja, entregue em locais que não sejam uma igreja, ou doado para pessoas que julgamos estarem precisando. Ele pertence ao Senhor, logo, sua aplicação e uso devem ser exclusivos na obra de Deus (MALAQUIAS, 3: 10).

Deus é o criador e mantenedor do Universo. Ele é quem nos dá o sustento e todas as provisões. De tudo que Ele nos dá, devemos devolver apenas 10%, a fim de que a obra dEle se mantenha. Os outros 90% ficam ao nosso encargo, devemos, assim, administrá-los com sabedoria e fidelidade. Além de tal responsabilidade, a Bíblia concede a todos os dizimistas fieis o direito à prosperidade (MALAQUIAS, 3: 10-12). O dízimo é uma benção para o cristão, pois na hora que devolvemos a parte de Deus, o que sobra fica sobre a proteção do Altíssimo, fica santificado.  Então, não podemos pensar que estamos dando algo a Deus quando na verdade estamos apenas retribuindo parte da benção alcançada.

Sejamos fiéis ao Senhor e provemos o benefício dessa fidelidade.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s